Achados de anos atrás

 

Como eu e a Lu já contamos, nós participávamos de um grande fórum de Scrapbooking no início dos anos 2000. Um lugar virtual mas que nos dava a sensação de família reunida em torno da mesa e cheirinho de café fresco. Lá era nossa 2ª casa!
Os relacionamentos eram estreitados pela mesma paixão, pela sede de aprender e conhecer mais dessa arte que amamos, por conta disso nós trocávamos muito conhecimento dentro e fora do fórum tb, mas era dentro dele que ficávamos horas na frente do computador.

A quantidade e a riqueza de informações que foi compartilhada ali, com certeza hoje poderia ser publicada num blog só de aulas, técnicas, ideias, inspirações, dicas, atividades e até conselhos. (risos) Foi muito conhecimento e informação compartilhada numa época que não se achava tantas fontes, os cursos eram na sua maioria fora do Brasil e as pessoas começavam a dar aulas aqui sobre o assunto, mas o fórum formou grandes profissionais atuantes hoje em dia.

Eu sou dedicada aos meus propósitos e, eu sei disso, exagerada tb, mas gosto de registrar tudo o que quero me aprofundar e logo inventei de fazer um caderno para minha “lição de casa” dentro do fórum. Era tanta, mas tanta informação de qualidade que eu não podia confiar só na minha memória, então comecei a anotar as técnicas que eu mais gostava, as dicas das mestras na área (e como tivemos grandes mestres ali) eu anotava tudo o que me interessava para aplicar nas minhas páginas.
Não preciso dizer que do 1º caderno passei logo para o 2º pq eu precisava reunir os melhores sketches tb. Comecei em 2006 e os caderninhos só engordavam, anotei assiduamente por pelo menos 3 anos.

Hoje isso chega a ser ridículo, coisa de 100 anos atrás (risos) pq nossa vida atual é numa tela em sua maioria, fazemos um “print”, copiamos no caderno de notas no computador ou no celular, ou copiamos um áudio, enfim o papel e a escrita estão ficando para trás – não pra mim, amo escrever, adoro papel, lápis e caneta. Mas hoje esse tipo de anotação não é mais tão comum assim (e olha que é pouco mais de uma década depois) mas confesso que tenho orgulho dos meus cadernos (do conteúdo tá, pq as capas são de doer) mas eles fazem parte da minha história dentro do scrap, da minha formação.

Claro que como scrapper eu adoro rever fotos, álbuns, páginas e trabalhos antigos e junto à esse prazer que nossa arte nos proporciona gosto de rever minhas anotações tb, às vezes chego a rir do que eu mesma escrevi – pq eu coloquei minhas observações pessoais. Isso tudo tb é scrapbooking, é tratar nosso passado, nossas fases de vida de uma forma leve, divertida e principalmente, permanente.

Bom escrevi demais, agora dá uma olhadinha nas minhas anotações. Se vc tb é dessa época do scrap, veja se vc tb se recorda de alguma coisa e sente um pouco dessa nostalgia gostosa. Pra quem é totalmente da era digital, repare que a gente tinha um trabalhão pra guardar as informações, mas eu não reclamo, ainda anoto tudo ;)

Pode até ser que eu publique algumas dessas técnicas aqui!
Beijos

Selma



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *